Squads: a melhor forma de organizar agências de marketing

Na constante busca por aprimoramento e eficiência, as agências de marketing têm adotado cada vez mais modelos organizacionais inovadores. Entre eles, os squads emergem como uma das abordagens mais promissoras. 

Mas o que exatamente são squads e como eles revolucionam a dinâmica das agências? Neste artigo, exploraremos profundamente o conceito de squads, sua aplicação em agências de marketing e como organizá-los para maximizar resultados. 

Se você busca entender como essa metodologia pode transformar sua agência, está no lugar certo. Vamos mergulhar nesse universo de eficiência e colaboração!

O que é squad?

O termo “squad”, originado do inglês e que significa esquadrão em português, tem suas raízes na estratégia militar, denotando um agrupamento de unidades com funções semelhantes ou distintas.

No contexto corporativo – e também nas agências de marketing -, os squads assumem uma nova conotação. São pequenos grupos multidisciplinares compostos por colaboradores com diversas habilidades e competências. 

A proposta desse modelo organizacional é impulsionar a produtividade, diminuição das alterações, melhoria do engajamento e crescimento da qualidade dos projetos.

Como funcionam os squads em agências de marketing

Os squads em agências de marketing operam de maneira distinta dos métodos tradicionais de organização

Enquanto nas abordagens convencionais, profissionais com habilidades semelhantes estão agrupados em departamentos distintos, como atendimento, estratégia, design e redação, no conceito de squad, indivíduos de diversas especialidades integram um mesmo time multifuncional, similar a um conjunto de departamentos unificados.

Essa configuração é especialmente relevante em equipes de marketing na era digital, que compartilham semelhanças com times de tecnologia. No entanto, existem diferenças significativas, como o volume de tarefas elevado e prazos mais curtos, tornando o processo mais dinâmico e imprevisível. 

Apesar dessas particularidades, as questões que surgem são comuns a qualquer organização que adote o conceito de squad.

É possível, por exemplo, ter mais de um profissional com a mesma habilidade em um squad, dependendo das necessidades de equilíbrio entre os recursos disponíveis. No entanto, se essa prática se tornar frequente com diversos recursos, pode indicar a necessidade de dividir o grupo em dois squads distintos.

Da mesma forma, um profissional pode participar de vários squads, desde que sua capacidade de contribuição não comprometa o processo ágil. Isso é especialmente útil quando há demanda ociosa em determinados momentos.

Quanto à possibilidade de ter um squad exclusivamente dedicado à criação para apoiar outros squads, é uma abordagem que, embora possa ser adotada, foge um pouco do conceito de squad, assemelhando-se mais a um departamento tradicional. 

Isso porque a necessidade de recorrer a esse squad para demandas específicas pode comprometer a agilidade e os demais benefícios de comprometimento e conhecimento personalizado do squad original.

No entanto, é importante ressaltar que cada empresa tem suas próprias particularidades e necessidades, e é fundamental experimentar, medir, analisar e evoluir continuamente para encontrar a melhor configuração organizacional que atenda aos objetivos e demandas específicas de cada contexto.

Como organizar uma agência por squads?

Organizar uma agência por squads é mais do que simplesmente reestruturar os processos internos – é uma transformação que influencia a cultura organizacional e a dinâmica de trabalho. Para garantir o sucesso desse modelo, é essencial seguir algumas diretrizes fundamentais:

Defina objetivos e indicadores de sucesso

Embora os times sejam autogeridos, é crucial estabelecer objetivos claros e indicadores de desempenho para orientar suas ações. Esses objetivos podem ser personalizados para cada squad, considerando as necessidades e metas específicas de cada projeto.

Forme times autogeridos e multidisciplinares

Avalie os processos da agência e forme times compostos por profissionais com habilidades complementares, capazes de se autogerir e oferecer uma experiência abrangente e relevante para o cliente.

Teste processos e soluções

A organização por squads permite especialização em diferentes setores e mercados, facilitando o teste de hipóteses e soluções com agilidade e criatividade, sempre mantendo o cliente no centro das decisões.

Cuide do clima organizacional interno

A coesão e o bom relacionamento entre os membros de um squad são fundamentais para o sucesso do projeto. Mantenha um ambiente de trabalho positivo e promova avaliações individuais para garantir a equidade e o alto desempenho da equipe.

Além disso, é possível complementar a estrutura de squads com outras formas de organização interna, como chapters, tribes e guilds:

  • Chapters: Agrupamentos horizontais de profissionais com habilidades semelhantes, que se reúnem para trocar experiências e melhores práticas dentro de suas áreas de atuação.
  • Tribes: Conjuntos de squads que compartilham conhecimentos e estratégias relacionadas a um mesmo nicho de mercado, promovendo a colaboração e a sinergia entre os times.
  • Guilds: Grupos de especialistas de diferentes squads reunidos para discutir temas específicos e relevantes para o negócio, garantindo uma abordagem multidisciplinar e enriquecedora.

Ao implementar essas práticas e estruturas, as agências podem potencializar a eficiência, a qualidade e a inovação em seus projetos, proporcionando resultados cada vez mais satisfatórios para seus clientes e colaboradores.

Precisando de uma força na gestão da sua agência? Então continue acompanhando nosso blog e confira notícias relacionadas.