4 erros na gestão de agências de marketing

A gestão de agências de marketing é um desafio real. Isso porque as preocupações nesse modelo de negócio exigem atenções múltiplas, já que os serviços de marketing estão diretamente relacionados às gestões de outras empresas.

No contexto das agências, portanto, é comum que a própria gestão fique de lado devido às necessidades dos clientes. Mas isso é um problema. Quando a gestão de agências de marketing é ignorada, o tempo de vida útil dessas empresas tende a diminuir.

Gestão de agências de marketing é importante?

A gestão de agências de marketing é, sim, importante. Em primeiro lugar, porque essa gestão garante um crescimento saudável da empresa, evitando que falhas de processos, melhorando o atendimento da agência e gastos financeiros excessivos freiam o crescimento.

Em segundo lugar, é importante destacarmos que o ditado “casa de ferreiro, espeto de pau” não pode se aplicar a agências. Ao focar esforços em sua própria gestão, a agência retira de si o teto de vidro que pode torná-la vulnerável a questionamentos sobre a qualidade do seu próprio trabalho.

Como realizar a gestão de agências de marketing

Para conseguir realizar uma gestão de agências com bastante resultado, é preciso dar atenção a alguns princípios básicos da gestão empresarial, como o gerenciamento de processos e controle financeiro.

Além disso, focar na valorização do capital humano também é fundamental, já que o turnover em agências costuma ser muito alto. Para facilitar tudo isso, a tecnologia aparece como uma ajuda essencial.

Confira, a seguir, algumas dicas para realizar a gestão de agências de marketing:

Estruturação de processos

O pessoal de marketing é muito voltado para a criatividade e para o feeling, mas uma agência não sobrevive apenas com isso. Organizar todos os processos é o primeiro passo para alcançar uma gestão verdadeiramente eficiente.

Para isso, é necessário definir a postura correta e os procedimentos em cada ação, desde a captação dos leads, entrada de novos funcionários, organização do fluxo cotidiano de trabalho, atribuições de cada função, escopo de projetos, gestão do sucesso do cliente, etc.

Dê atenção ao controle financeiro

E não é porque os profissionais de marketing são quase todos de humanas que as finanças devem virar uma bagunça. Não, é necessário que haja um controle bem rigoroso dos gastos.

O controle financeiro deve organizar todas as entradas, fazer as cobranças, gerir as saídas, organizar pagamentos, aprovar orçamentos e priorizar despesas. Nada deve ficar para trás.

Nos casos onde não há um setor dedicado a isso, o empreendedor deverá fazê-lo. Mais uma vez é importante destacar: as questões financeiras não podem ser negligenciadas!

Foque no engajamento de equipe

Equipes de marketing precisam de oxigênio e vida. Ambiente tóxico e pessoas distantes comprometem os resultados gerais da agência. Por isso, dedicar esforços ao endomarketing é uma tarefa essencial.

A gestão de uma agência precisa valorizar as pessoas, garantindo que elas percebam essa valorização. O primeiro passo para isso é deixar claro quais são as atribuições e responsabilidades de cada um.

Além disso, é super positivo criar ambientes de liberdade, onde cada profissional consiga fazer o próprio gerenciamento de suas atividades.

Conte com a ajuda da tecnologia

E a tecnologia não deve estar presente apenas nas ferramentas de marketing utilizadas para promover comunicações mais eficientes, pelo contrário. A tecnologia também é uma aliada quando o assunto é a gestão das agências.

Softwares de gestão de projetos ou organização de fluxo de trabalho, como Run Run It ou Asana, são recomendados nesses contextos. Existem, ainda, softwares que exercem múltiplas funções de gestão, como o contato com o cliente, fluxo de aprovação, disponibilização de arquivos e muito mais. Este é o caso, por exemplo, do 21LIVE.

4 erros na gestão de agências de marketing

No processo de gestão de agências de marketing é comum surgirem alguns erros. Apesar de serem comuns, não deveriam ser tidos como normais, já que os resultados da empresa como um todo são diretamente prejudicados.

Confira, a seguir, os quatro erros mais comuns que aparecem na gestão de agências de marketing:

Comunicação falha com o cliente

Em uma empresa de comunicação, se tem algo que não pode falhar é justamente a comunicação. Mas essa não é a realidade da maioria das agências. É muito comum ocorrer problemas no contato entre cliente e empresa.

Por vezes, atrasos em entregas e cancelamentos de contratos têm a gênese justamente nessa falha de comunicação. Buscar um método para sanar essa dificuldade é uma prioridade da gestão de agências de marketing.

Falta de processos de aprovação

Outro grande problema está na aprovação das peças criadas. Por vezes, aquilo que é criado demora muito tempo para ser aprovado, ou solicitações de alteração acabam passando batido pela agência.

Somente um intermediador que vá além do e-mail poderá solucionar esse problema. Buscar auxílios tecnológicos parece o caminho mais indicado para um gestor de agências.

Desorganização de arquivos

Outro problema está relacionado à desorganização de arquivos. É comum, por exemplo, certos arquivos serem perdidos, exigindo um retrabalho. Além disso, armazenar os arquivos em um servidor físico também é um risco, bem como representa um atraso.

Ausência de clareza no acompanhamento dos jobs

Muitas contas são canceladas porque não há clareza no acompanhamento de jobs. A agência se mata pelo cliente, mas este não consegue perceber o valor de todo esse trabalho. Encontrar como evidenciar tudo isso é fundamental.

Conclusão

Como resolver esses quatro grandes erros? Ora, existe um software que consegue atender todas essas demandas. Com o 21LIVE, a comunicação entre cliente e agência é otimizada, o ciclo de aprovação é melhorado, os arquivos são salvos online, facilitando o envio, além de permitir que os clientes acompanhem o processo de trabalho.

Conheça o software 21LIVE e comece a utilizá-lo na gestão da sua agência.